sexta-feira, 20 de outubro de 2017

MURILO ROSA

O brasileiro Murilo Rosa é mais conhecido pelas várias novelas de que já participou. Mas acabou de ser lançada uma comédia de terror em que ele interpreta o diabo. Se trata da Comédia Divina.
Outra produção de que ele participou e que eu já indiquei aqui foi Caminho das Índias (2009).
Clique no link abaixo pra ver mais informações sobre o Murilo:








E clique aí do lado em ‘seriados’ que você acha um post sobre Caminho das Índias.
Até a próxima!

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

OS VINGADORES DO ESPAÇO

título original: Maguma Taishi
título brasileiro: Os Vingadores do Espaço
ano de lançamento: 1966
país: Japão
elenco principal: Masumi Okada, Tetsuya Uosumi, Toru Ohira
direção: Hidehito Ueda
roteiro: Osamu Tezuka

Depois de conquistar vários planetas, um vilão espacial chamado Goa decide se apossar da Terra. E assim, comunica os planos dele a um repórter chamado Atsushi, exigindo que ele propague a informação.
Durante a aparição do alien, o filho do Atsushi, chamado Mamoru, tira uma foto do invasor.
Horas depois, um jato de ouro se aproxima da casa da família e se transforma num robô gigante chamado Maguma. E diz ao Mamoru que precisa da foto que ele tirou do Goa pra poder analisar ela. E ainda convida o menino pra ir com ele até onde ele mora.
O Mamoru vai. E descobre que o Maguma é uma criação do velho mago Asu, que também criou uma robô de prata chamada Moru. E eles vieram de outro planeta pra defender a Terra da invasão do Goa.
O Maguma e a Moru se afeiçoam ao Mamoru. E pedem ao Asu pra criar um robô infantil que se assemelhe ao menino, pra que eles possam tratar como um filho. E assim, o velho cria o pequeno robô Gamu.
Feito isso, o Asu e seus 3 robôs vão passar a ajudar o Mamoru e o pai dele a enfrentar o vilão Goa.

Ultraman tava previsto pra ser o 1º seriado colorido da TV Japonesa. E assim, a P-Production correu e criou Os Vingadores do Espaço, pra que esse estreasse antes de Ultraman e ficasse com a glória de ser o 1º seriado colorido do Japão.
E conseguiu (por pouco): Os Vingadores do Espaço estreou 6 dias antes de Ultraman!rs
Os Vingadores do Espaço tem cenas de ação e aventura. Mas a história tem um desenrolar mais lento do que a de outros seriados do mesmo tipo: enquanto na maioria dos outros cada capítulo tem um tema diferente que começa e acaba no mesmo capítulo com um monstro que geralmente aparece e morre no mesmo capítulo, aqui o roteiro insiste no mesmo tema geralmente por 4 capítulos seguidos e mostra o mesmo monstro atacando durante esse período.
Pros padrões dos anos 60, até que os monstros não eram mal feitos. Mas nada que se compare a uma produção de hoje, evidentemente.
Aliás, muitos efeitos especiais eram desenhos animados simplesmente desenhados por cima do filme. Mas dava pro gasto.
Quanto à história em si, não há nenhuma grande evolução: do início ao fim não entra nenhum personagem novo, não sai nenhum personagem antigo, não aparece nenhum vilão que não seja o próprio Goa ou outro personagem associado a ele... E algumas coisas também são deixadas sem explicação quando o seriado acaba.
Mas acho que o que causaria mais polêmica nesse seriado nos dias de hoje é que o Atsushi e um amigo dele chamado Kita eram 2 fumantes compulsivos. Em pelo menos metade das cenas em que os 2 apareciam eles tavam fumando um cigarro atrás do outro. Imaginem se hoje isso seria aceito num programa dirigido a menores de 18 anos!
Quanto aos personagens, os heróis são bem armados e dispostos à luta. Mas o vilão, apesar de persistente nos planos dele, não é lá essas coisas. Aliás, ele sempre foge quando tem que enfrentar o Maguma pessoalmente.
Ele é um humanoide gordo, de pele cinza e cabelo back power. Enquanto o Asu parece uma versão mais antiga do Ejin do Fantástico Jaspion (1985).rs
No mais, Os Vingadores do Espaço é igual a qualquer outro seriado japonês com monstros gigantes.
Se você gosta de Ultraman e Spectreman (1971), também vai gostar desse aqui.
Clique aqui pra ver mais informações sobre Os Vingadores do Espaço:


E clique aí do lado em ‘produções japonesas’ que você acha posts sobre Jaspion, Spectreman e Ultraman.
Até a próxima!

sábado, 14 de outubro de 2017

JON SECADA

O cubano Jon Secada é mais conhecido pelas carreiras de cantor e dançarino. Mas desde os anos 90 ele também tem feito alguns trabalhos eventuais como ator.
Um deles foi a comédia de terror Dead 7 (2016), na qual ele interpretou o Xerife Cooper.
Bom, clique no link abaixo pra ver mais informações sobre o Jon:


Até a próxima!

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

FÚRIA SANGRENTA

título original: Grizzly Rage
título brasileiro: Fúria Sangrenta
ano de lançamento: 2007
país: Canadá
elenco principal: Graham Kosakoski, Kate Todd, Tyler Hoechlin
direção: David DeCoteau
roteiro: Arne Olsen

Em 2006, um grupo de amigos chamados Ritch, Sean, Wes e Lauren foram acampar numa floresta. E é o que eles pretendem voltar a fazer em 2007.
Mas, ainda na estrada, eles decidem mudar o itinerário e acham mais interessante ir explorar a parte mais isolada da mesma floresta, aonde eles nunca foram...
E depois de passar por vários avisos de “NÃO ULTRAPASSE!”, o Ritch se anima e começa a correr com o carro a altíssima velocidade, acabando por perder a direção. E ele bate numa árvore e atropela e mata um filhote de urso que tava ali por perto!
Obviamente a mãe do filhote também tá ali por perto. E mais obviamente ainda ela ficou furiosa com a situação que acabou de ver.
O grupo tenta fugir, mas a ursa não demora muitos minutos pra alcançar eles e acabar com o Ritch a patadas!
Conseguirão os 3 sobreviventes escapar à fúria do instinto materno da ursa?

Fúria Sangrenta é o tipo de longa-metragem que tem 2 faltas básicas: pouco elenco e pouco assunto.
Claro que isso não é problema pra um curta ou pra um média. Mas quando faltam esses 2 elementos num longa (e esse aqui tem 86 minutos), ele não tem como se desenvolver. O que resta fazer aí é botar um monte de cenas no filme só pra encher linguiça até ele se aproximar de 80 minutos pra poder ser considerado um longa.rs
Quando você vê um filme que mostra apenas 4 personagens perdidos numa floresta (na verdade, só 3, já que um morre logo no início) e fugindo de uma ursa furiosa, você já sabe que a única coisa que vai ver daí até a última cena é só isso mesmo e ponto final. Não tem como a história evoluir.
E tem até assuntos adicionais que poderiam dar numa história um pouquinho mais consistente se se desenvolvessem.
Por exemplo, os garotos encontram um lago da floresta que tá sendo usado ilegalmente como depósito de lixo tóxico. E isso faz uma insinuação superficial de que a ursa teve a estrutura física normal alterada pelo contato com as toxinas (isso explicaria uma certa capacidade de raciocinar e uma resistência física extrema que ela demonstra em algumas cenas). Mas o assunto é abandonado ao longo do filme.
Eles também encontram a cabana abandonada de um caçador, cheia de armadilhas e armas, insinuando que alguém já tentou matar ou capturar a ursa antes. Mas esse assunto também não se desenvolve.
Se esses assuntos fossem aproveitados melhor, não vou dizer que o filme viraria uma obra-prima. Mas, pelo menos, ficaria melhorzinho, né?
Ou então, que o diretor fizesse um média-metragem de 1 hora. Daria tempo de passar numa boa tudo o que ele quis mostrar ali.
Bom, clique aqui pra ver mais informações sobre Fúria Sangrenta:


Até a próxima!

sábado, 7 de outubro de 2017

EMILIANO D’ÁVILA

O brasileiro Emiliano D’Ávila talvez seja mais conhecido pelo seriado humorístico Vai que Cola (2013) e pelo filme homônimo (2015), inspirado no seriado.
Mas ele acabou de gravar o filme de terror Eu Ponho um Feitiço em Você, escrito e dirigido pelo Aaron Salles Torres.
São poucas as informações disponíveis sobre esse filme na Internet e nem parece ter data de estreia prevista. Mas eu acredito que ele já teja em fase de pós-produção, já que o trailer dele já pode ser facilmente encontrado em alguns sites.
Bom, clique no link abaixo pra ver mais informações sobre o Emiliano:






Até a próxima!